Um Breve Histórico Sobre Marxismo Cultural

Grande parte dos protestos sobre o marxismo cultural é ultrajante, desinformado e conspiratório. Algumas pessoas simplificam, ignoram ou minimizam as fissuras e tensões entre grupos e ideias de esquerda. O marxismo cultural não pode ser reduzido, por exemplo, a uma mera estrutura “politicamente correta” ou “política de identidade”.

No entanto, o marxismo permeia a teoria, apesar da competição entre as várias ideias sob esse rótulo amplo. Às vezes, esse marxismo é auto-evidente; outras vezes, é residual e implícito. De qualquer forma, alcançou um caráter distinto, mas em evolução, quando os estudiosos da literatura reformularam o marxismo clássico para explicar a relação entre literatura, cultura, classe, poder e discurso.

Anúncios

Comunismo — Muita propaganda e nenhum resultado prático

Além de milhões de mortos, o comunismo produziu uma infindável bibliografia de trabalhos teóricos inúteis — que por sua vez contribuíram para criar infindáveis legiões de idiotas úteis —, e, sem dúvida nenhuma, muita, muita, muita propaganda. A publicidade sempre foi indispensável para regimes comunistas, como uma forma de reforçar a doutrinação e a restrição Continue Lendo

Defender o socialismo é defender a precariedade, a miséria e o morticínio de seres humanos (veja o vídeo)

As tragédias que acometem a Venezuela são sintomas inerentes ao socialismo. O socialismo do Século 21, de Hugo Chávez — radical por natureza, sem nenhum respeito pela propriedade privada e pelas leis elementares de mercado —, não poderia ter outro resultado.