A IDEIA DA NEORREAÇÃO

O ‘neo-‘ da neorreação é mais do que apenas um marcador cronológico, contudo. Ele introduz uma ideia distintiva, ou tópico abstrato: aquele de uma catraca degenerativa.

O impulso de recuar de algo já é reacionário, mas é a combinação de um crítica do progresso com um reconhecimento de que a simples reversão é impossível que inicia a neorreação.

Um Breve Histórico Sobre Marxismo Cultural

Grande parte dos protestos sobre o marxismo cultural é ultrajante, desinformado e conspiratório. Algumas pessoas simplificam, ignoram ou minimizam as fissuras e tensões entre grupos e ideias de esquerda. O marxismo cultural não pode ser reduzido, por exemplo, a uma mera estrutura “politicamente correta” ou “política de identidade”.

No entanto, o marxismo permeia a teoria, apesar da competição entre as várias ideias sob esse rótulo amplo. Às vezes, esse marxismo é auto-evidente; outras vezes, é residual e implícito. De qualquer forma, alcançou um caráter distinto, mas em evolução, quando os estudiosos da literatura reformularam o marxismo clássico para explicar a relação entre literatura, cultura, classe, poder e discurso.

Fascismo PaleoLibertário – CONCLUSÃO 👌O

Neste ponto, deve ficar claro por que um movimento em direção ao fascismo a partir de nossa posição atual seria um movimento em direção à liberdade. Assim fascistas e libertários não devem ser avessos a buscar uma aliança. Isso está perfeitamente bem. Os governos fascistas têm um respeito relativamente saudável pela propriedade privada e pela livre iniciativa. Eles se opõem ao Banco Central. Eles promovem valores e instituições ocidentais tradicionais. Naturalmente, o aspecto mais satisfatório do fascismo é sua capacidade de destruir impiedosamente a ameaça comunista.

Ou você é homem ou militante progressista — Não dá para ser os dois

A geração floquinho de neve literalmente se ofende por qualquer coisa. Quando os militantes se sentem feridos ou contrariados, lá vão eles espernear e resmungar nas redes sociais. Enquanto o mundo não se transformar naquela “maravilhosa” e “radiante” utopia igualitária — que não passa de um vulgar artifício debaixo do qual a militância tenta ocultar Continue Lendo

Lex Talionis — A Lei da Retaliação

Precisamos de uma política de retaliação. Tudo o que fizerem contra nós, nós vamos fazer contra eles. Agora é a hora em que precisamos ser mais ostensivamente reacionários do que nunca. Chegou o momento do homem branco, cristão, tradicionalista e conservador se libertar e lutar. A escravidão política e cultural imposta pela tirania progressista precisa ser brutalmente desmantelada, assim como a cultura da servidão e da submissão.

O progressismo compreendido como um transtorno psiquiátrico

A prepotência e a arrogância de pensarem que estão sempre certos é uma das características mais latentes de militantes progressistas. Eles nunca expressam humildade, brandura, cordialidade, racionalidade ou qualquer tipo de qualidade. Virtudes como autocontrole e autodomínio, então, estão absolutamente fora de cogitação

Comunismo — Muita propaganda e nenhum resultado prático

Além de milhões de mortos, o comunismo produziu uma infindável bibliografia de trabalhos teóricos inúteis — que por sua vez contribuíram para criar infindáveis legiões de idiotas úteis —, e, sem dúvida nenhuma, muita, muita, muita propaganda. A publicidade sempre foi indispensável para regimes comunistas, como uma forma de reforçar a doutrinação e a restrição Continue Lendo

Militantes progressistas — Os playboys inúteis e mimados da aristocracia

Em qualquer lugar, o discurso socialista é igual. Socialistas discursam avidamente contra o capitalismo, mas todos sabemos muito bem que — em grande medida —, tratam-se de palavras vazias, pronunciadas por pessoas destituídas de conteúdo, princípios e valores coesos, que não possuem conhecimento algum sobre as complexidades e as ingerências da realidade. Por isso, são pessoas que não raro apontam soluções simplórias para problemas complexos, julgando que “boas intenções” são suficientes para se fazer um mundo melhor.

A ditadura socialista de Siad Barre

Siad Barre foi ditador da Somália por vinte e dois anos, de 1969 a 1991. Nascido em outubro de 1919, Siad Barre foi ditador em uma época na qual a África estava sendo pulverizada por ditaduras comunistas, sendo contaminada pela ideologia marxista-leninista em todas as partes, o que explicaria, em boa medida, a sua situação de Continue Lendo