Ativista feminista propõe o fim da família tradicional

Na sua obsessão por desmantelar a civilização ocidental, destroçar a família tradicional e “emancipar” a mulher, a esquerda não reconhece limites para a sua voracidade destrutiva, pelo fato de que — profundamente imersa em seus devaneios delirantes — pretende construir um novo mundo, mais afeito à sua ideologia depravada, subversiva e histriônica. Como consequência, as fantasias infantis da esquerda progressista ficam a cada dia mais utópicas, insanas, relativistas e degradantes, completamente incompatíveis com o pensamento, a racionalidade e o senso de responsabilidade inerentes a pessoas mentalmente sadias.

Anúncios

GAYZISMO – O ANORMAL É NORMAL E NORMAL É ANORMAL

Dois meses após a brutalidade da revolução bolchevique o governo soviético já havia abolido todas as leis contrárias à homossexualidade. Essa reforma foi parte importante da legislação social dos bolcheviques, desenvolvida seguindo , e até mais antigas, perpetuadas pelo capitalismo em defesa de seus próprios interesses.